Conheça a Principal Causa das Separações

Tudo começa quando um dia você percebe que o outro não agiu como agia antes. Então você começa a prestar atenção e percebe que não é só um esquecimento de um compromisso a dois, ou uma distração em não perceber seu perfume novo, ou uma dor de cabeça, são muitas mudanças que só vão se mostrando cada vez mais aos seus olhos.

Um nota uma mudança no outro e ai vem o segundo passo que podem ser um dos dois: ou a pessoa faz de tudo para tentar voltar ao que era antes, ou se conforma e desiste!

A maioria das separações são pedidas pelas mulheres. Isso porque existe um padrão de pensamento e comportamento, distintos entre homens e mulheres. Não gosto de generalizações mas como aqui vamos expor os fatos recorrentes, vamos generalizar para facilitar. Independente das particularidades de cada caso, quando a mulher pede separação, ela já cansou de cobrar a volta do antigo relacionamento. Ela sonha com amor e quer sentir isso que no inicio é evidente mas que com o tempo se apagou. Ela já tentou conversar, brigar, gritar, até surtar mas nenhuma mudança dura ou realmente volta ao que era.  Ela se magoa, se diminui, se humilha até que desiste.

O sentir para o homem tem outra conotação. Claro que sente e é importante mas no casamento o que quer mesmo é um lar, e se o sentir não estiver nesse lar, ainda assim ele geralmente escolhe permanecer com o lar. Mas quando é o homem que pede a separação, geralmente é porque o sentir fora levou a associação de lar em outro local ou de outra forma. Ele quer seu porto e se o amor ali esfria, ele ainda tenta manter o porto pois isto é o que ele busca da relação. Mas antes ele já demonstrou sinais de insatisfação, de descontentamento com a situação, já tentou apimentar a relação e foi taxado de pervertido, de que só pensa em sexo ou de insensível em querer sexo quando ela está tão cansada.

Ela se sente desvalorizada por se doar de alguma forma e ainda assim ele estar insatisfeito. Tenta mostrar a ele o que ela passa e com isso ele, por outro lado, se sente mais cobrado do já se sente normalmente. Tenta mostrar a ela o quanto ele se esforça por causa dela e se sente desvalorizado porque ainda assim ela acha que não está bom…

Poderia continuar citando situações como estas que ocorrem todos os dias entre a grande maioria dos casais mas acho serem suficientes para expor o que pretendo. Atendendo clientes pude observar com clareza que mesmo o desenrolar sendo diferente, o ponto de partida e chegada numa separação é sempre o mesmo. Começa na insatisfação e termina na cobrança. Primeiro um se sente insatisfeito e cobra do outro, com isso o outro lhe volta com suas insatisfações e também cobra. Assim termina uma relação que chega a separação.

Para quem quer saber como evitar uma separação, tenha em mente uma regra: ninguém suporta cobrança! Nem você que cobra, gosta disso. Cobrar do outro é um ato que sempre vai ter um resultado inverso do que se deseja. Mesmo quando o outro ouve e atende, se estabelece uma relação de compra e venda. Eu dou o que você quer mas você vai me da o que eu quero. Isso não é relacionamento, isso é negociação! Agora, porque as pessoas cobram tanto? Porque se sentem insatisfeitas. E porque se sentem insatisfeitas?… (Atenção, que ruflem os tambores…) Porque não fazem para si! Porque fazem para o outro na espera de que o outro lhe faça o que deveria ser feito para si mesmo. Ou seja, a pessoa não tem o minimo de auto cuidado, de carinho e amor consigo, se negligencia e se ocupa ao máximo fazendo para o outro na esperança do outro tampar o buraco que ela mesma deixou nela, é claro que vai ficar insatisfeita.

É um tal de homem que reclama da mulher e cobra milhares de coisas sob a alegação de que trabalha muito, que abre mão dos amigos e com isso quer atenção, cuidado e carinho (lê-se mulher bem cuidada e sexo) e as mulheres reclamando de falta de diálogo, de reconhecimento e amor (lê-se ouvir e elogiar). Mas vejo reclamar de cuidado pessoal do outro a pessoa que não tem consigo. Vejo homem dizer que a mulher precisa emagrecer quando ele está barrigudo. Vejo mulheres dizendo que os maridos não as escutam mas elas também não ouvem ninguém, que dirá a elas mesmas. E além de não fazerem para si, usam o que fazem para o outro como acusação, moeda de troca ou arma de ataque. “Eu faço ISSO para você e você NÃO… para mim?!”

É tanta falta de aceitação que fica impossível ser feliz mesmo. Como aceitar o outro do jeito que o outro é se eu faço tanta coisa (fora do meu jeito natural) por ele. Como me aceitar como eu sou se meu jeito não é bem vindo?

Para ser você mesmo, primeiro é preciso aceitar que o outro seja ele mesmo. Se modificar para agradar faz com que queiramos mudar o outro também, e isso é uma grande furada.

Portanto amigos, vamos refletir sobre nós mesmos a cada impulso em cobrar do outro. Não no sentido de se culpar mas sim de fazer por si o que faz pelo outro. De fazer para si o que gostaria que o outro fizesse.

Quado fazemos tudo e todo o possível por nós mesmos e o outro falha em algo ou a relação não nos compensa mais emocionalmente, saímos bem do relacionamento por não termos falta conosco. Se a faltamos nos cuidados que devemos ter com nossas vidas, mesmo que a relação tenha sido ruim na maior parte, saímos mais machucados e feridos que deveríamos ou pelo menos, que poderíamos caso tivéssemos sido mais atenciosos conosco.

Agrade você. mime você, cuide muito bem de você e o que o outro fizer é bem vindo como bônus de felicidade. Faça o que gosta e quado for a dois, curta o momento mas não dependa disso. Você não depende do outro para ser feliz. Seja feliz a dois depois de ser feliz sozinho e vai reduzir em 90%  as chances de discutirem. Não espere do outro, espere de você e faça para você.

Você é a pessoa mais importante da sua vida!

 

Atendimento:

41-998708677

Deixe uma resposta