Saiba Se Você Pode Ter Um Paraíso de Relacionamento

Se perguntarmos a um grupo de pessoas, se estas querem ter um paraíso de relacionamento, se querem ter aquela perfeição onde tudo dá certo, a maioria quase absoluta dirá que sim. O problema é que também a maioria, não está preparada para viver esse tipo de relação. E sabem por quê? Porque não sabem se despir!

Uma das condições do que conhecemos como paraíso, é o fato de se estar despido. Lembrando a analogia com Gênesis, o paraíso começou a deixar de ser juntamente com o deixar de estar despido perante o outro.

Este despir a que me refiro não se trata de despir fisicamente mas emocionalmente. Vejo pessoas expondo seus emocionais em redes sociais mas escondendo de seus parceiros. Para a amiga, para o amigo é fácil contar o que pensa e o que sente sem pudor ou receio, mas para o companheiro ou companheira??? Difícil, hem? Justamente com a pessoa com quem se deveria ter toda a liberdade de ser quem se é na verdade, não se tem. O comum é se ter medo de ser jugado ou julgada, porque é isso que acontece mesmo. Quando algo que não agrada fica aparente vem a repressão e cobrança de um comportamento que esteja dentro de um determinado “padrão”. E mais um dos problemas é este padrão ser baseado numa utopia e realidade fictícia criada por ideais irreais e que nada tem a ver com o pensamento e comportamento humano.

Agora vejam, nos é cobrado um comportamento dentro de um modelo padrão de ideal onde as imperfeições não são consideradas, com isso todos acabam por hora ou outra, se sentindo incapazes e fracassados em alcançar este padrão. E para que não entremos em depressão, nosso inconsciente cria um mecanismo de defesa onde acabamos por acusar o outro por suas imperfeições. Isso inconscientemente nos conforta com a sensação de que não somos os únicos errados e que logo não somos incomuns. O problema é que com isso vem as acusações e cobranças. E vamos combinar que não agradam a ninguém, não é mesmo?

A primeira coisa para não se cobrar, é não esperar. Para não acusar é aceitar a condição de aprendiz de todos nós, ou seja, não esperar nem a perfeição nem qualquer ação. Caso algum tipo de ação nos é necessária, devemos nós mesmos nos suprir dela. Assumir a responsabilidade por seu próprio beneficio e bem-estar, pode eliminar vários problemas decorrentes de se depositar essa incumbência ao outro. Quando não esperamos a perfeição e não nos é cobrado isso nem por nós mesmos, é que conseguimos nos despir emocionalmente sem receios e sem pudor emocional.

Primeiro a humanidade viveu casamentos forçados e infelizes, depois viu que podia sair disso e foi buscar a perfeição, agora é hora de vermos que a perfeição pode ser um pouco diferente do que pensamos. Buscar como perfeição o simples ato de amar e amar somente por amar sem querer, sem esperar.Quebrar conceitos que não estão adequados a realidade como a do relacionamento prefeito, pode ser a grande mudança.

Agora eu pergunto, e você?  Você se despe emocionalmente por inteiro, sem receios, podendo contar todo e qualquer sentimento e pensamento que lhe passa durante o dia para seu(sua) companheiro(o)?

Por mais amor…

Atendimento promocional online com

50% de desconto!

Entre em contato pelo perfil clicando aqui ou ligue 41-998708677

Aproveite!

Deixe uma resposta